Publicações

A VOZ DO POEMA

Se a poesia é fruto de uma atitude solitária que se constitui a partir de matéria-prima privada ou íntima, como já colocaram diversos autores, também é verdade que ela só encontra sua razão de existir na divisão.

Só no seu reflexo, na sua multiplicidade de interpretação e na sua mutação através do leitor, a poesia se completa.

Nesta direção entendi que deveria nortear minha poesia.

Mas onde se perde o homem onde se aflige e se regala, também se desdobra a poesia, que não pode ser propriedade de nenhum setor do sentimento humano e nem pode ficar a parte de nenhuma de suas manifestações.

Dessa forma, se a condição humana exige da poesia uma postura condizente com seus anseios, ela traz ao homem a consciência através da comoção.

O poema, independentemente do estilo, seja ele de amor, cômico, épico ou visual, quer atingir o homem, despertar-lhe, por conseguinte, a sensibilidade e influenciar sua visão de mundo.

O homem precisa da poesia.

A poesia precisa do homem.

Adicione a sua lista de interesses


© 2010 José Terra

© 2017 - Luango
Sistemas e serviços para internet.